30.3.10

YSL



28.3.10

Floral Denim

Antes de começar o post:



Yay! agora sim.


Ultimamente ando vendo bastante uma certa retomada das estampas florais bem fofas (me lembro de quando tinha uns 7 anos e minha mãe me comprou uma jardineira e várias calças de jeans floridos, eu adorava!). Elas estão em vestidos, saias, meias-calças e até em botas da Doc Martens. No entanto, fiquei interessada mesmo é no seu uso em calças e em shorts.


(coco rosa primeira e última foto, susie bubble, e sasha pivovarova via altamira nyc)

Estou amando muito isso tudo!
Dá para ser um pouco mais pé no chão e usar somente com peças neutras, cores sólidas, ou ousar e misturar com outras estampas e fazer várias sobreposições. Tudo fica a critério de cada um :)

Photobucket


Minha aposta e meu desejo de compra.

24.3.10

23.3.10

The Great Illusion









Super amei este editorial com a linda da Lara Stone. Um pouco de tudo aquilo que eu adoro ver em editoriais. Atmosfera sombria e muito mistério <3.>


Black Untitled - Willem De Kooning,1948. Óleo sobre madeira


Das Cabinet des Dr.Caligari - Robert Wiene


Nosferatu, Eine Symphonie Des Grauens - F.W. Murnau

14.3.10

Paris Fashion Week - favorites part 2

A Limi Feu veio para atender todas as minhas necessidades! I'm amazed! Usaria todas as peças agora. Os casacos certinhos, a brincadeira com tamanhos, os vestidos incomuns, os cardigãs e as malhas descontruídas e arrazadas, esse colete maravilhoso de pêlos! Não é tão fácil quanto parece transparecer seriedade e rebeldia ao mesmo tempo, e é por isso que adorei tanto esta coleção.

Dizem que a primeira impressão deixada é a mais marcante de todas; e aposto que não fui só eu a única a ficar surpresa (e super impressionada) ao ver o desfile de estréia de Pedro Lourenço. Rigidez: fosse pelo corte das roupas ou pela simples e pura ilusão gerada pelos detalhes nas mesmas. Pedro ora cobria o corpo das modelos com o couro todo estruturado das peças, com as altas golas e mangas compridas e ora os revelava, com tecidos transparentes e brilhantes. Pode-se dizer que a terra do samba encontra-se muito bem representada lá fora.


Um desfile belíssimo, para dizer o mínimo. Sensibilidade femenina, um toque de romantismo e pesonalidade (o que são esses sapatos!?) As ondas criadas com os tecidos, especialmente com o couro, chamaram muito minha atenção, afinal, se não fosse isso, todo esse ar de leveza desapareceria. Houve até rosas em couro em certas peças, acabamento incrível. O último look, all-white, ganhou meu coração.


Enquanto muitos estilistas olham o agora, ou se voltam ao passado procurando qualquer tipo de inspiração, Nicolas Ghesquière visualiza o que há por vir, escapa para o futuro; e não só isso, ele usa muito bem toda a tecnologia existente nas roupas que produz, propondo mil e uma novidades. Seja nas estampas ou no trabalho excepcional com tricô. Uma técnica que vai além de qualquer categoria.
Impossível não comentar sobre a paleta de cores escolhida nesta coleção outono inverno: laranja, azul, verde menta, vinho, um tom rosado bem claro. Oposição ao grande número de coleções que não descartaram os tons escuros nas passarelas.
Nem preciso comentar dos sapatos...Plásticos, pesados, um mosaico de cores.
É a moda para o século 21, irrepreensível.

13.3.10

3 lovers

Se tenho um vício, admito que o nome dele é: SAPATOS!




Estes três são as minhas mais novas aquisições . Meus queridinhos.
Comprei os dois primeiros no meu aniversário (5 de março) e o último, a sandália preta, ganhei da minha mãe, linda! :)

6.3.10

Paris Fashion Week - favorites part 1

Photobucket


Simplesmente sou suspeita demais para falar daqueles que conseguem brincar de maneira única com formas, volumes e cortes. A proposta de Roland Mouret é o armário mutante (amo!), aquele que muda conforme a manipulação exercida pela pessoa que estiver disposta a utilizar suas roupas apesar de sua aparente complexidade.


Photobucket


Um pouco de agressividade mascarada com sábia elegância. Cortes muito bem pensados, botas over the knee (minha obsessão mais recente!), denim com zippers, um sobretudo que mistura o tradicional e leve kimono japonês ao peso do que muitos associam por industrial, tecidos transparentes com dobras para dar volume diferenciado. Incrível.




O comum, o clássico, foi colocado no liquidificador junto ao ousado e extraordinário. Típico por parte da Maison Martin Magiela.
Sensualidade enigmática, calças e saias que se expandem quando muitos acreditam que elas deveriam ser bem definidas junto ao corpo, esse vermelho vibrante que chega a ofuscar os olhos, botas logo abaixo do joelho e largas, pantalonas absurdas, um trabalho com lã que parece mais uma trança virada ao avesso - completamente misterioso e charmoso. Notável.
O batom levemente borrado denuncia o beijo secreto do profundo amor da Maison com aquilo que é além, as idéias, o conceito.



1.3.10

Wishlist : Over the knee boots

Photobucket

Photobucket

Sempre que vejo as fotos da Louise com as botas dela (acho que são da Topshop), morro de inveja! Quero demais!

Alguém sabe onde acho aqui no Brasil? Ou, onde eu posso encontrar para enviarem?